close

  • Fiel à minha Pátria, a República da Polónia

     

  • RELAÇÕES POLÍTICAS

  • As boas relações entre a Polónia e Angola têm uma tradição muito longa. A Polónia apoiava a causa da independência de Angola desde o início da luta armada em 1961. Os representantes da Polónia no foro da Assembleia Geral da ONU sempre votavam a favor das resoluções que condenavam repressões coloniais em Angola, Moçambique e na Guiné.  O MPLA recebia também várias formas de apoio material da Polónia.

    No dia 11 de Novembro de 1975 a Polónia foi um dos primeiros países que reconheceram a independência de Angola. Nos dias 18 e 20 de Novembro 1975 deslocou-se para Angola um enviado especial da Polónia que assinou junto com Dr. Agostinho Neto a declaração sobre estabelecimento das relações diplomáticas entre a Polónia e Angola a partir do dia 21 de Novembro de 1975. Em 1976 a Polónia abriu sua embaixada em Angola. Em Abril de 1977 S.E. Dr. Agostinho Neto visitou a Polónia pela primeira vez na capacidade do Presidente da República.

    Na década dos anos 70. e 80. assistiu-se incremento da cooperação entre os dois países em vários domínios.

    A década dos anos 90. destacou-se em ambos os países pelas mudanças profundas. A resistência contra o sistema comunismo na Polónia foi um dos factores que estimularam a queda do domínio soviético na Europa do Leste. A Polónia tornou-se um país democrático com economia de mercado. As profundas reformas criaram condições para adesão da Polónia à União Europeia, passando a ser o quinto maior país membro desta organização. O crescimento da economia polaca durante este período mantinha-se como um dos mais elevados na Europa. A Polónia foi também um dos poucos (e único na UE) países que conseguiram manter crescimento económico positivo face à crise internacional recente.

    Apesar de todos desafios da altura de transformação a Polónia mantinha o seu interesse em desenvolver as relações estreitas com Angola. A Polónia apoiava todas iniciativas de paz em Angola e contribuía com seus militares às missões UNAVEM I, II e III da ONU.

    Os acordos de paz em Angola celebrados em 2002 abriram um novo capítulo na história deste país. Começou o processo da reconciliação e reconstrução nacional. Graças ao desenvolvimento rápido  Angola tornou-se uma das economias mais dinâmicas do mundo.  

    Tendo em conta as mudanças acima referidas, o Governo Polaco tem a intenção de desenvolver cada vez mais as relações bilaterais entre a Polónia e Angola, na base de convicção de que a cooperação entre os países possa ser reciprocamente frutífera.

    No ano 2003 a Polónia foi visitada por S.E. Presidente da República, Eng.º José Edurado dos Santos. No inicio do ano 2004 realizou-se a visita em Luanda da S.E. Ministro dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Sr. Włodzimierz Cimoszewicz.  Em 2006 deslocou-se para Cracóvia na Polónia S.E. Vice-ministro das Relações Exteriores de Angola, George Rebelo Chicoty. Em Dezembro de 2009 esteve em Luanda S.E. Vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Sr. Paweł Wojciechowski.

    Print Print Share: